Buscar
  • Camile Just

Você sabe o que acontece com o nosso corpo em uma situação de estresse?



É provável que sim, afinal, nossa rotina é cheia de gatilhos para o estresse: trabalho, trânsito, questões familiares, mudanças inesperadas…


Em algum desses momentos, você deve ter sentido reações como: batimentos cardíacos acelerados, dor de cabeça, dificuldade para se concentrar, dentre tantas outras sensações que faz o nosso corpo reagir ao estresse.


A boas notícia é que ele pode ser nosso ‘aliado’ em algumas situações.

Em seu TED talks ‘Como fazer do estresse um amigo’, a psicóloga clínica Kelly McGonigal, nos mostra que mesmo sendo considerado um inimigo da saúde, saber ‘conviver’ com o estresse pode ser mais saudável do que imaginamos.


Para conduzir sua tese, a psicóloga acompanhou durante 8 anos nos Estados Unidos 30 mil adultos e suas abordagens em torno do estresse.


Ela os perguntava qual foi o nível de estresse que eles tiveram nos últimos tempos.


E a outra pergunta é: o quanto você acredita que o estresse pode ser prejudicial à saúde?


O resultado indicou que as pessoas que sofreram com o problema em um ano aumentaram em 43% o seu risco de morte.


Porém, esse foi o índice para quem acreditava que o estresse é prejudicial à saúde.

Os demais entrevistados também tiveram muitos momentos de estresse, todavia, não acreditavam que o mesmo fosse prejudicial, e apresentaram menos riscos.


Durante a palestra, Kelly sugere que as pessoas encarem o estresse como um fator positivo, justificando que quando mudamos nossa mente sobre a forma como lidamos o estresse, conseguimos mudar a resposta do nosso corpo a ele.


Ela então nos apresenta um mecanismo para a redução do estresse: estar próximo das pessoas, seja para procurar apoio ou para ajudar alguém que precisa.


Pois, segundo a pesquisadora ao cuidarmos das nossas relações, ativamos a ocitocina - um hormônio que regula nossas emoções e possui um efeito calmante - que contraria os efeitos do cortisol, o hormônio produzido em situações de estresse.


4 visualizações0 comentário